• Últimas Notícias

    quarta-feira, 25 de abril de 2018

    SERVIDORES PÚBLICOS REPUDIAM ATITUDE DESLEAL E ANTIÉTICA DO JORNAL DE FATO COM SINDICATOS


    Muito se tem falado no mal jornalismo praticado no Brasil nos últimos tempos. Na verdade, os maus jornalistas sempre existiram, os bons também. O jornalismo sempre escolheu lados e a tão propagada “imparcialidade” nunca saiu das páginas dos manuais de redação.
    Apesar disto, deste posicionamento unilateral, cabe aos veículos de comunicação, no mínimo, serem éticos para com os seus leitores e não jogarem na vala comum, uma das profissões mais dignas da humanidade.
    Mossoró, que já foi, em termos proporcionais, uma das cidades brasileiras com o maior número de jornais impressos, hoje amarga a falta de opção e tem, por conta de um “milagre”, somente um jornal em circulação diária.
    Eis que este, escolheu na última semana, um ente da sociedade para lhe servir de “notícia”. Os sindicatos, um em especial, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum). Mas, com que propósito?
    Mossoró vive hoje um caos em vários segmentos do serviço público: falta de medicamentos nas unidades de saúde, equipamentos quebrados, servidores sem reajuste há dois anos, desvalorizados.
    Mossoró vive um caos na segurança pública, é uma das cidades mais violentas do Brasil, assaltos e assassinatos são fatos recorrentes no dia-a-dia do cidadão. Bairros da cidade estão intransitáveis por conta da buraqueira, principalmente com as chegadas das chuvas. Quantas pautas importantes poderia se citar para o único impresso de Mossoró.
    Na última semana, por duas ocasiões, e de forma tosca e mal intencionada, a pauta do Jornal de Fato, no entanto, foram os sindicatos, em especial o Sindiserpum. No último dia 19 de abril, uma verdadeira aula de como não se fazer jornalismo.
    A manchete (que deve prenunciar ao leitor a principal matéria do jornal), trazia a informação: “Sindiserpum perde força com a criação de novo sindicato”. Até aí tudo bem, não fosse o fato de que não existia uma matéria sobre o assunto dentro do jornal. A “informação” a que se referia a MANCHETE, não passava de uma nota de opinião do dono do veículo. Nenhum jornalista ligou para a diretoria do Sindiserpum para saber se causaria algum impacto a criação de um novo sindicato. Não era NOTÍCIA. Perguntamos então novamente: com que propósito?
    No dia 24, apenas duas edições após a “pataquada” da primeira, o jornal publicou uma notícia com erros grotescos e incompreensão dos termos utilizados, confundindo, por exemplo, contribuição mensal com imposto sindical.
    Muito mal escrita e confusa, ainda assim, ERA UMA NOTÍCIA. Trazia, aparentemente sem a devida apuração, os valores recebidos por três sindicatos de Mossoró, dando ênfase ao Sindiserpum.
    Qual o interesse do jornal nos recursos dos sindicatos? Não é dinheiro público. O dinheiro pago pelo servidor aos sindicatos aos quais escolheram se filiar não corre em segredo. Mas, é a ele, o servidor, que os sindicatos têm a obrigação de prestar contas. O Sindiserpum o faz e os seus sócios conhecem muito bem os benefícios e os motivos de serem sindicalizados.
    Está clara a tentativa do único jornal impresso de Mossoró de tentar colocar a sociedade contra os sindicatos. Clara a tentativa de instigar a divisão dos servidores, alimentando discórdia, colocando uns contra os outros. A quem isto favorece?
    Os servidores públicos municipais de Mossoró, aprovaram hoje em assembleia, esta NOTA DE REPÚDIO a este comportamento desleal e antiético do Jornal de Fato, único jornal impresso de Mossoró, e que, infelizmente, neste momento, tem agido contra os interesses da população mossoroense, contra os interesses do bom serviço público, mas, acima de tudo, contra o que prega o bom jornalismo.
    Lamentável para um sobrevivente que também não vive seus melhores dias e que deveria prezar da melhor forma pela sua credibilidade ante o seu público leitor. Não é feio tomar partido, feio é ser desonesto para com a população.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró - SINDISERPUM

    Av. Rio Branco, 1642 - Centro, Mossoró - RN, CEP: 59621-144

    sindserpummossoro@gmail.com | (84) 3321-4790

    Receba as Novidades em Seu Email